5 passos para escolher uma tipografia

Como escolher uma tipografia dentre tantas opções, ou como evitar usar sempre as mesmas? A fonte usada em um texto é tão importante quanto seu conteúdo, e é preciso analisar sua personalidade e legibilidade para saber como aplicá-la corretamente. Fiz esse texto pensando em quais seriam as questões mais básicas na hora de selecionar quais tipografias usar, tendo como base alguns artigos e um pouco da minha experiência.

1. Conheça o conteúdo

A primeira coisa a fazer é considerar qual é o assunto e o tom do texto. É uma notícia, uma receita, uma piada, um aviso, a sinalização de aeroporto? Cada texto pede um estilo tipográfico diferente, assim como cada ambiente pede um tipo de mobiliário (ou poltronas, segundo Stephen Coles) ou cada momento pede uma roupa mais apropriada (Smashing Magazine). Você não iria à academia com um vestido de gala, iria? A palavra chave aqui é adequação. Mas como saber qual é tipografia adequada?

2. Observe seu tipo

diagrama-fontes
Avalie se as qualidades formais da tipografia correspondem ao que seu conteúdo pede. Uma forma simples de testar isso é atribuir adjetivos ao assunto e buscar uma tipografia que de certa forma converse com esses adjetivos. Considere também o meio onde o seu conteúdo será publicado para avaliar se a tipografia tem boa leitura no suporte que você está usando, no tamanho que você precisa e de acordo com as dimensões da página, linha ou coluna propostas. Pesquise caraterísticas históricas se sua intenção é remeter a uma determinada época ou local.

3. Verifique o set de caracteres

caracteres

Especialmente se estiver usando uma tipografia grátis. Não tem por que usar uma tipografia que não tem os acentos, símbolos e pontuação que você vai precisar. Veja também se a tipografia tem as opções de variações que você pretende usar (light, bold, itálica, condensada, etc).

4. Conheça seu tipo

boldmonday
Captura de tela do site da Bold Monday, mostrando a indicação de uso (editorial) para uma das tipografias que eles desenvolveram.

Já tem algumas opções em mente? Vá atrás da história dessas tipografias. Quem é o autor, qual foi o ano de lançamento, para qual função ela foi pensada, a partir de quais referências? Uma rápida busca pelo MyFonts ou no site da type foundry te ajuda a responder essas perguntas e a assegurar o uso adequado da tipografia escolhida.

5. Pesquise referências

Vale também dar uma olhadinha em outros projetos que já usaram essa tipografia, ou projetos do mesmo segmento que você está tratando. No site Fonts In Use é possível buscar imagens de tipografias sendo usadas, de acordo com esses critérios. Você pode observar o seu funcionamento, descobrir se tal tipografia já está muito associada a determinado objetivo ou conceito, e decidir se vai reproduzir ou contrastar com esse discurso.

A intenção desses passos é reduzir gradualmente o número de opções e facilitar a escolha, por isso é importante começar analisando o conteúdo e determinando o estilo tipográfico apropriado. E então, dentro deste estilo, encontrar um fonte que represente melhor a familiaridade ou originalidade que seu conteúdo pedir.

Mais sobre o tema:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s